ENSAIOS PRÉ-SELECIONADOS PEF/2016

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 1.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 2.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 3.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 4.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 5.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 6.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 7.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 8.

press to zoom

Helena Rios. Diante do invisível. Sem título 9.

press to zoom

HELENA TEIXEIRA RIOS

Este ensaio foi pensado a partir das sensações e tensões existentes no trabalho de Francis Bacon. Através de suas imagens deformadas e desfiguradas por forças não aparentes, ele pretende neutralizar a narração, a ilustração e a figuração. Apresento imagens feitas utilizando um escaner de mesa. Friccionando minha cabeça no vidro do escaner, copiei minha face diversas vezes: esticando-a, amassando-a e contorcendo-a. Os membros foram somados ou excluídos criando desfigurações. com a intenção de criar imagens "voláteis", que vão se dissipando, mesclando ou desconstruindo minha face. Movimentos aleatórios foram feitos ao observar o tempo de escaneamento da máquina, sem controle sobre o resultado final da imagem, causando estes acidentes ou acasos mencionados por Francis Bacon. Posteriormente vou adicionando ou subtraindo escolhas, fazendo cortes, somando camadas de fotografias de desenhos e/ou de aquarelas com intuito de causar sensações. Meu trabalho está inserido neste estado de suspensão. Somos vulneráveis, não temos controle sobre nossa vida, nosso corpo irá se desintegrar, são estes os modos de sensibilidade que organizo.