ENSAIOS PRÉ-SELECIONADOS PEF/2016

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0001

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0002

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0003

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0004

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0005

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0006

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0007

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0008

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0009

press to zoom

Leonardo Salvato. Daquilo que se esquece 0010

press to zoom

LEONARDO SALVATO

daquilo que se esquece | 2016 SINOPSE O projeto consiste na realização de intervenções fotográficas em lugares abandonados. Registros prévios dos ambientes são impressos, emoldurados artesanalmente e posteriormente instalados. As obras passam a habitar seus locais de origem e, assim como eles, ficam sujeitas à ação do tempo e ao esquecimento. Frágeis, desaparecem.

Se apagam fisicamente e na memória. APRESENTAÇÃO A presente pesquisa consiste num projeto de intervenções fotográficas realizadas em lugares abandonados. Partindo de visitas prévias e registros fotográficos dessas construções, é produzido parte do material que posteriormente irá compor a obra instalada. Uma das imagens realizadas nessa primeira etapa é eleita para habitar seu ambiente de origem, e, assim como ele, passa estar sujeita ao esquecimento. Cada trabalho é composto por um conjunto de cinco representações da mesma imagem que, gradativamente, vai sumindo, fazendo uma alusão ao esquecimento daquele lugar e consequentemente de sua história que se apaga da memória. O acabamento dado às obras para a montagem é artesanal,

feito todo em papel, portanto extremamente delicado e frágil, o que as torna vulneráveis à ação do tempo e ao desaparecimento. Tanto os ambientes quanto os trabalhos recebem uma identificação numérica, fazendo parte de um levantamento/catalogação como se fossem itens de um inventário. Assim como as imagens, essa numeração também se apaga gradativamente nas obras. Cada uma das intervenções está georreferenciada, ou seja, é possível ter acesso ao local onde se encontram as obras, esquecidas, à mercê da ação do tempo assim como os ambientes que lhes serviram de inspiração e agora as abrigam.