Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo Epílogo – 1

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo Epílogo – 2

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo Epílogo – 3

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo Epílogo – 4

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo - Epílogo 5

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo - Epílogo 6

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo - Epílogo 7

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo - Epílogo 8

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo - Epílogo 9

press to zoom

Maria Eugênia Nabuco, Corpo, Prólogo - Epílogo 10

press to zoom

MARIA EUGÊNIA NABUCO

Essa série se refere a minha pesquisa sobre o NU, e tem como construção e linguagem o corpo não idealizado, não em moda, não generalizado. Assim, enquanto corpo ele é único e cada um tem o seu sentido particular. O unico elemento universal é o

fato de que "todos os humanos tem um corpo" , mas ele se apresenta sempre como algo próximo de um mistério, tanto para aquele que o porta, como para aquele que o olha. A nudez aqui traz algo da não evidencia, ela questiona, deixa um espaço

para enigmático para o olhar do expectador.